conteúdo do menu
conteúdo principal

NOTÍCIAS

10/04/2018

Secretário da agricultura e meio ambiente presta esclarecimentos sobre corte de araucária em propriedade particular

Caso foi levantado na tribuna pelo vereador Jorge Darlei Wolf (PSDB) na sessão ordinária do dia dois de abril.

COMPARTILHAR NOTÍCIA

Na sessão ordinária do dia nove de abril Lucas da Costa de Lima, secretário da agricultura e meio ambiente, compareceu à sessão ordinária. O objetivo foi prestar esclarecimentos aos vereadores sobre o corte de uma araucária em uma propriedade particular. O caso foi trazido à tona pelo vereador Jorge Darlei Wolf (PSDB), na sessão do dia dois de abril. “De acordo com relato do proprietário, a árvore foi cortada sem autorização e notificação”, explicou Jorge Darlei Wolf. O vereador ainda disse que o proprietário afirmou que uma serraria iria buscar a madeira depois para fazer tábuas.

De acordo com Lucas, o corte foi feito pela Prefeitura, pois a árvore representava risco, uma vez que estava em um local onde ocorreu um deslizamento de terra. Além disso, uma pedra que está ao lado também representa risco de cair. Por isso a árvore foi cortada. “Ao contrário do que disseram, nós temos toda a documentação. Fomos atrás de diversos laudos com geólogos, biólogos e zootecnistas, além dos Bombeiros Voluntários e Defesa Civil. Todos disseram que a araucária representava risco”, argumentou o secretário. Ele ainda afirmou que moradores da região haviam manifestado preocupação e entraram em contato com os Bombeiros Voluntários. “Se a árvore caísse, iria trancar a rua, estragar a rede elétrica e poderia desestabilizar o terreno onde a pedra se encontra, fazendo-a cair. E como a propriedade é próxima da Piá, a pedra poderia chegar até o prédio da cooperativa”, disse Lucas. De acordo com ele, estes foram os motivos para a realização do corte.

Com relação à afirmação de que haveria uma serraria pronta para retirar a araucária a fim de transformá-la em tábuas, Lucas disse que é uma acusação muito séria. “Quero o nome dessa serraria. Nós não temos qualquer tipo de conchavo deste tipo.” O secretário também disse que a árvore permanece no terreno.

Já nas explicações pessoas, Jorge Darlei Wolf se manifestou sobre o caso novamente. “O dono da terra não foi comunicado. Ele não queria que a árvore fosse cortada. Além do mais, a licença apresentada hoje pelo secretário está vencida.”

Fonte: Câmara de Vereadores de Nova Petrópolis